Os Contadores de Histórias ► Cia ArtePalco

Contador de Histórias - José Robson

Olá, meu nome é José Robson, idealizador da trupe e é com grande alegria que os Contadores de Histórias da Cia Arte Palco de São Paulo, a parir de agora está com você. Enfim, conheça um pouco das contações de história, bem como do teatro de fantoches, além da trajetória do grupo e suas peças de teatro de bonecos. De antemão, espero que sua estadia aqui seja muito agradável, e assim, possa encontrar um pouco daquilo que busca sobre o ofício do contador de histórias. Também deixo um convite para curtir e se juntar a Cia Contadora de Histórias no Facebook e Instagram e dar suas sugestões e opiniões.

Centro de Narração pra contadores de histórias

A Cia Artepalco de Contadores de Histórias, juntamente com a Lúdico Gestão de Pessoas, mantém o CEPNHSP (Centro de Estudos e Pesquisa de Narração de Histórias de São Paulo). Um espaço para a imersão nas técnicas de contação de histórias na educação infantil, oficinas, cursos presenciais e online. Os artigos e oficinas são muito procurados devido a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) visando o desenvolvimento de projetos nas instituições de ensino.

O Centro, além disso, também dá suporte para instituições públicas e privadas para a formação do “Educador Contador de Histórias” e assim promover, no ambiente educacional, por exemplo, práticas de narração de histórias, mediação de leitura e sessões artísticas com as diversas técnicas da narrativa.

Para se inscrever individualmente, ou em grupos e equipes, acesse a plataforma EAD. Os cursos são feitos de forma online com chamamento de encontros presenciais quatro vezes ao ano. Inscrição para o curso de contação de histórias>>

Repertório – Contação de Histórias

A seguir, alguns espetáculos de do nosso grupo de contadores de histórias, vários dos quais ainda estão em nosso repertório.

Histórias com teatro de fantoches

Espetáculos para escolas, festas infantis, espaços culturais e eventos corporativos.

Fantoches que encantam

O Teatro de Fantoches encanta os corações infantis, ao mesmo tempo que agrada da mesma forma adultos. Cada personagem fantoche que ganha vida na manipulação de histórias e causos nunca mais deixa de existir na imaginação da plateia. As contações de José Robson sempre contam com esse lúdico recurso, o teatro de fantoches, deixando as apresentações mais coloridas e divertidas. São sessões em forma de contação de histórias com fantoches, autorais, ou adaptadas de contos tradicionais, narrados por um contador de história de forma performática.

Da mesma forma, os espetáculos são ricos em simbologia, adequados para a maioria dos eventos infantis, seja na escola, ou espaços culturais. Todo adulto se sente criança quando começa um teatro de fantoches e toda a criança vira cúmplice dos personagens. Mensalmente, realizo apresentações na Capital de SP, nas livrarias de grandes shoppings através da minha cia contadora de histórias ArtePalco. Fiquem de olho na agenda. Saiba mais: Teatro de Fantoches Infantil.

Contadores em aniversários | atração ideal para festa infantil

Os aniversários são momentos mágicos e que causam grande transformação na maturidade das mentes e corações infantis. Uma contação de histórias na festa de aniversário da criança, além de levar um pouco de arte, carrega todo o simbolismo tão importante e em falta nos dias de hoje. Mas uma confusão comum entre os pais que solicitam uma atividade assim é que, por costume, acreditam que uma contação é igual a uma animação de festa. São propostas completamente diferentes.

O contador leva para festa um míni espetáculo, com começo meio e fim, e o impacto é justamente esse: ter hora pra começar, envolver as crianças, e terminar, como se estivessem no teatro. Alguns recursos usados pelos contadores de histórias também auxiliam, tais como Teatro de fantoches, cenário e música. Leia o artigo histórias para festa infantil e aniversários.

Contador de Histórias - José Robson
O mundo se transformou através da tecnologia e do acesso às informações, porém, a essência infantil resiste ao tempo e apesar de nós… -José Robson

Bonecos e Fantoches agradam plateias de todas a idades.

Do Contador de Histórias aos Contadores

Como surgiu o grupo “Os Contadores de Histórias” da Cia Artepalco? Uma trajetória de muitas apresentações, aprendizagem e descobertas…

Em 1988 participei da minha primeira experiência com bonecos de espuma e animação de objetos. Realizei uma apresentação de contação de histórias na educação infantil especial para a Escola Municipal de Educação Especial (EMESP) Prof.ª Jovita Franco Arouche, em Mogi das Cruzes, São Paulo, cerca de uma hora da Capital Paulista.. Ficaram na memória as risadas, encantamento e felicidade que aquelas crianças proporcionaram a minha trupe.

Mais de 20 anos depois, ainda sinto o mesmo brilho nos olhos das crianças pelas livrarias, espaços culturais e escolas por onde passamos. O mundo se transformou através da tecnologia e do acesso às informações de toda ordem despejadas pela mídia, porém, a essência infantil resiste ao tempo e apesar de nós….

Os Contadores de Histórias levam exemplos de humanidade às crianças

As crianças, desde cedo, aprendem pelo exemplo e pela afetividade, por isso, o contador de história auxilia no reconhecimento e percepção de mundo. As histórias trazem nas ações dos personagens e no tom da voz do narrador uma rica experiência, bem como um caminho seguro de aprendizagem. Como exemplo, a voz humana transmite muito mais do que simples palavras e conceitos. Transmite, da mesma forma, segurança, confiança, afeição, comprometimento, fornecendo, ouso afirmar, a energia essencial ao desenvolvimento infantil.

Com certeza, é através do contador de histórias que crianças e os adultos estreitam as relações afetivas, cognitivas e fortalecem valores socioculturais. Por isso, mais e mais procuro incentivar que cada pessoa se torne uma ávida contadora de histórias.

José Robson, ou Jr Santos, ou Binho

JR Contador
Fundador dos contadores de histórias

José Robson, além de ser  contador de histórias, atuou na Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, SP, como Supervisor de Atividades Socioculturais. Já na Secretaria de Cultura de Mogi das Cruzes como coordenador de teatro. Foi membro integrante do TEM (Teatro Experimental desde 1985 até 2005) e, nesse ínterim, fundou a Cia Contadora de Histórias ArtePaco.

Colaborou como educador na educação infantil na Escola Arcanjo Michael. Ainda atuou em eventos, promoções e ações como contador de histórias em diversas livrarias. Entre elas estão as Livrarias Curitiba, rede Saraiva e Livrarias da Vila. Não pode ficar de fora sua participação como narrador de histórias na Editora ‘Ciranda Cultural’, principalmente em lançamentos e promoções de livros com seu selo. Atualmente dirige o Grupo ArtePalco de Contadores de Histórias ao mesmo tempo que atua na UPPalestras (Palestras para SIPAT)

A certeza de querer pertencer a Cia contadora de histórias

Não me lembro quando a decisão de atuar, especialmente contar causos e contos para as crianças, mudou o meu destino. Nem sei se há como se perceber isso, o certo é que o ponto exato de uma mudança tão importante e significativa para uma pessoa se reforça a cada novo momento, da mesma forma como abrimos os olhos todos os dias. Assim, se tonar um contador de história foi tão natural quanto ouvir para, então, recontar.

Plateia Infantil Ouvindo histórias
Plateia infantil de contação de história no projeto da Cia Arte e Palco

Artigos, dicas e aulas | Seja um contador de histórias

  • Das Histórias para Crianças
    Na literatura há diversas divisões e subdivisões. Cada qual com suas características de construção seja …
  • As Histórias que Ouvimos
    De forma geral, os contos tradicionais, fábulas, lendas e contos folclóricos causam uma grande atração …
  • A Oralidade do Narrador de Histórias
    Bem antes de a humanidade possuir a escrita como hoje conhecemos, suas memórias e histórias …
  • Os Estilos de Contos e Histórias
    A classificação de estilos de contos e histórias na classificação literária voltada para as crianças, …

Mais artigos de contação de histórias