Teatro sobre Segurança no Trânsito

teatro segurança no trânsito, maio amarelo

Vamos falar sobre trânsito com as crianças? É através do teatro de fantoches e da contação de histórias infantil que as crianças aprendem de forma lúdica e divertida. No Brasil, todo ano temos o “Maio Amarelo”, uma ação para a conscientização da prevenção de acidentes no Trânsito, além, claro do dia 25 (vinte e cinco) de setembro, que é o dia Nacional do Trânsito.

Pensando nos educadores e nas ações dos Departamentos de Trânsito, a Cia ArtePalco elaborou 03 peças infantis (educação infantl e fundamental) teatralizadas de contação de história com fantoches. A primeira já está produzida e levamos para os alunos e eventos sobre trânsito “A Chapeuzinho e o Lobo Mau de Trânsito”. As outras duas, deixamos o roteiro e texto a disposição para serem montadas e apresentadas pelos próprios agentes de trânsito, seja para o dia 25 de setembro, ou no Maio Amarelo.

Chapeuzinho e o Lobo Mau de Trânsito

Um divertida história adaptada do conto tradicional europeu em que a o Lobo Mau é mau de trânsito e faz de tudo para não deixar a Chapeuzinho chegar na casa da vovó. As crianças vão aprender as principais regras de trânsito, tais como: atravessar na faixa, andar no banco de trás com a cadeirinha e cinto, parar nos cruzamentos…

Maio Amarelo – Semana sobre prevenção de Acidentes no Trânsito

Abaixo seguem duas pequenas histórias sobre educação no trânsito que podem ser produzidas para apresentação na escola, seja em sala de aula, ou mesmo para todos os alunos sobre Maio Amarelo. O Teatro sobre segurança no trânsito é destinado ao público infantil e ensino fundamental, construído em forma de teatro de fantoches, ou pode ser encenado pelas próprias crianças, ou até mesmo o texto da peça pode ser lido dramaticamente pelo professor em forma de contação de história. Se quiser histórias com outros temas além de um roteiro de peça teatral sobre o trânsito, veja nosso banco de histórias.

Peça Teatral 01 – Aventuras no Trânsito – Olha a Segurança

Cenário: Uma rua com semáforos, faixa de pedestres e um cruzamento.

Personagens:

  • João: motorista
  • Pedrinho: pedestre
  • Semaforito: um semáforo falante
  • Fanta: uma faixa de pedestre falante

Roteiro da peça de teatro sobre trânsito para Maio Amarelo ou o Dia Nacional do Trânsito:

Cena 1 O semáforo está no meio do palco, João para o carro no sinal vermelho. Semaforito: Olá crianças, eu sou o Semaforito, e minha função é orientar os motoristas a parar no sinal vermelho, para garantir a segurança de todos no trânsito. Quando o sinal ficar verde, você pode seguir em frente. Mas lembrem-se, sempre com cuidado! João acena concordando e segue o caminho quando o sinal abre.

Cena 2 Pedrinho aparece na faixa de pedestres e tenta atravessar a rua correndo, sem olhar para os lados. Fanta: Ei, ei, ei! Olha pra mim! Eu sou a Fanta, a faixa de pedestres. Não atravesse a rua correndo, olhe para os dois lados antes de atravessar e espere o sinal ficar aberto para você. Segurança em primeiro lugar! Pedrinho concorda e atravessa a rua com segurança.

Cena 3 João está dirigindo quando, de repente, o celular toca e ele se distrai, não vendo a faixa de pedestres. Fanta: Ei, ei, ei! Olha pra mim de novo! Nunca use o celular enquanto dirige, isso é muito perigoso! Mantenha a atenção no trânsito e tenha cuidado com os pedestres. João pede desculpas e se concentra no trânsito.

Cena 4 Pedrinho vê um brinquedo do outro lado da rua e corre para pegá-lo, sem olhar para os lados. Semaforito: Cuidado Pedrinho, você não pode atravessar a rua fora da faixa de pedestres! Seja sempre um pedestre responsável e atravesse somente na faixa de pedestres. Pedrinho volta para a faixa e atravessa com segurança.

Cena 5 João está dirigindo em alta velocidade e não vê o sinal vermelho. Semaforito: João, pare! Você está passando no sinal vermelho! É muito importante respeitar o sinal para evitar acidentes. Dirija com responsabilidade e respeite as leis de trânsito. João para o carro e acena em concordância.

Fim da peça.

Dicas para a montagem:

  • A peça pode ser adaptada para diferentes tipos de fantoches, desde dedoches até fantoches de mão ou vara.
  • Crie novas cenas e diálogos, conforme o plano de aula e necessidades
  • O cenário pode ser simples, com uma rua desenhada no papel ou até mesmo um tapete com o desenho da rua.
  • É importante que o roteiro seja ensaiado e que os movimentos dos fantoches sejam coordenados.
  • É recomendado que as crianças participem da montagem dos fantoches e do cenário, tornando a peça ainda mais divertida e interativa.
  • Adapte a linguagem e formato tanto para a idade quanto para a realidade sociocultural das crianças

Peça teatral 02 – Aventura de Bia no Trânsito – Teatro de Fantoches

Roteiro de teatro sobre o trânsito para uso gratuito

Personagens:

Bia, um boneco de fantoche que anda de bicicleta para a escola; Pedrinho, um boneco de fantoche que anda de skate; Gato, um animal de estimação de Bia que acompanha durante o trajeto; Carros, motos, caminhões, ônibus, bonecos de fantoche que representam os veículos do trânsito; Sinalização, semáforos, placas de trânsito, bonecos de fantoche que indicam as regras de circulação.

Cena 1:

(Bia entra em cena com sua bicicleta e o Gato em seus braços)

Bia: Olá crianças, hoje eu vou para a escola de bicicleta, e vou mostrar como é importante seguir as regras de trânsito.

(Pai de Bia entra em cena)

Pai de Bia: Lembre-se Bia, sempre respeite as sinalizações, ande na ciclovia e use capacete.

Bia: Ok, papai, vou tomar muito cuidado!

Pai de Bia: Boa sorte!

Cena 2:

(Bia encontra Pedrinho)

Bia: Olá Pedrinho, posso ir com você?

Pedrinho: Claro, vamos lá!

(Bia e Pedrinho começam a andar)

Pedrinho: Olha só, Bia, eu posso andar na rua e fazer manobras radicais!

Bia: Ei, Pedrinho, não é assim que funciona. Você precisa respeitar as regras de trânsito.

Pedrinho: Ah, isso é chato. Deixa de ser medrosa!

(Bia e Pedrinho discutem)

Cena 3:

(Bia chega a uma rua movimentada)

Bia: Uau, muitos carros.

(Carros começam a entrar em cena)

Carro 1: Sai da frente, bicicleta!

Bia: Não posso, preciso atravessar!

(Caminhão entra em cena)

Caminhão: Vamos lá, bicicleta, anda logo!

(Bia presta atenção na sinalização)

Sinalização: Olá, Bia, eu vou te ajudar. Olha só, é a faixa de pedestres. Você precisa atravessar por aqui.

Bia: Obrigada, sinalização!

(Bia atravessa a rua com segurança)

Cena 4:

(Bia encontra um gato abandonado)

Bia: Oh, coitadinho, parece que está com medo. Vou levar para casa.

Gato: Miau, obrigado.

(Bia coloca o gatinho na cestinha da bicicleta e cobre com um pano, mas não consegue continuar, pois vê que o pneu da bicicleta furou)

Cena 5:

Bia: Ah, não, você tinha que furar justo agora?

(Um agente de trânsito entra em cena)

Agente: Olá, criança. Posso ajudar em algo?

Bia: Ah, preciso chegar em casa com esse gatinho, mas o pneu furou.

Agente: Não seja por isso, eu trago comigo tudo para arrumar bicicletas, sempre tem algum ciclista precisando de ajuda.

(O agente faz o conserto da bicicleta e também dá várias dicas sobre pedalar com segurança)

Agente: Posso lhe dar algumas dicas sobre andar de bicicleta no trânsito enquanto arrumo o pneu?

Bia: Que legal, é justamente esse o tema do meu trabalho para escola.

Agente: Olha só, então vou te dar algumas dicas para andar de bicicleta de forma segura no trânsito e você pode usar no seu trabalho.

  • Em primeiro lugar, é importante sempre usar equipamentos de segurança, como capacete, cotoveleiras e joelheiras. Eles ajudam a proteger o seu corpo em caso de queda.
  • Além disso, é fundamental conhecer as regras de trânsito. A bicicleta deve ser conduzida pelo lado direito da pista e é preciso respeitar as sinalizações de trânsito, como semáforos, placas de pare e faixas de pedestres.
  • Outra dica importante é sempre sinalizar as suas manobras. Se você for virar à direita ou à esquerda, por exemplo, deve estender o braço na direção desejada para que os motoristas saibam para onde você está indo.
  • Também é importante estar atento ao tráfego ao seu redor. Olhe sempre para os lados antes de atravessar a rua, e tente não andar muito perto dos carros e caminhões.
  • Por fim, lembre-se de que a bicicleta é um meio de transporte ecológico e saudável, mas é preciso usar com responsabilidade. Seja consciente e respeite as leis de trânsito para garantir a sua segurança e a dos outros. Espero ter ajudado!

Está prontinho… Espero ter ajudado!

Bia: Muito obrigada! – responde Bia, aliviada.

Agente: Não foi nada, fico feliz em ajudar.

(bia segue para a escola, levando o gatinho e atenta a tudo o que o agente contou sobre o trânsito para ela)

Bia encontra Pedrinho no pátio da escola e corre em sua direção.

Bia: Pedrinho, você não vai acreditar na minha aventura no trânsito hoje!

Pedrinho: O que aconteceu, Bia? Conta tudo!

Bia: Fui de bicicleta para a escola sozinha pela primeira vez e encontrei vários desafios no caminho. Enfrentei carros, ônibus, motos, mas consegui atravessar a rua com segurança graças à sinalização.

Pedrinho: Uau, que legal,

Bia: Teve uma hora que até o pneu furou.

Pedrinho: Mas você não ficou com medo?

Bia: Um pouco, mas um agente de trânsito parou e me ajudou

Pedrinho: que super, que sorte.

Bia: Além de me ajudar com o pneu, ele me deu algumas dicas. Falou que eu tinha que prestar atenção nas regras de trânsito e seguir as orientações do meu pai. O problema foi quando eu te encontrei no caminho…

Pedrinho: Ah, desculpa por não ter respeitado as regras de trânsito naquele momento, Bia. Eu não pensei direito.

Bia: Fiquei muito brava com você, Pedrinho, porque você colocou nós dois em perigo.

Pedrinho: Você tem razão, Bia. Eu prometo que vou ser mais cuidadoso a partir de agora.

Bia: Fico feliz em ouvir isso, Pedrinho. A minha aventura no trânsito não foi só para me ensinar, mas também para conscientizar outras pessoas sobre a importância da segurança no trânsito.

Pedrinho: Pode contar comigo para ajudar a disseminar essa ideia, Bia!

Bia: você pode começar me ajudando a fazer o trabalho sobre segurança no trânsito.

Pedrinho: Pensei que você já tinha um grupo e que não podia entrar mais ninguém.

Bia: Sempre cabe mais um amigo em qualquer grupo.

Pedrinho: Que bom, eu estava sem grupo mesmo!

Bia: E nosso grupo já tem um mascote,sabia?

Pedrinho: Verdade?

(Bia mostra o gatinho que encontrou pelo caminho e todos se aproximam querendo ajuda)

Professora: pois bem crianças, vi que a aula de hoje tem um aluno novo.

Bia: É um gatinho que achei na rua.

Professora: Ótimo Bia, mas vamos levá-lo para diretoria!

Todos: Ah, não!

Bia: Mas ele não fez nada de errado!

Professora: É um gatinho que você achou na rua. Além dos perigos do trânsito, animais que estão abandonados podem ter doenças. A diretora vai ajudar seu novo amigo e depois podemos fazer uma votação para dar um nome para ele. Que acham?

(todos riem e ficam felizes)

FIM

Dicas para a montagem do roteiro teatral sobre trânsito:

  • Utilize fantoches para representar os personagens, deixando os veículos e a sinalização em tamanho real para melhor visualização das crianças;
  • É importante destacar as regras de trânsito durante a peça, como o respeito à faixa de pedestres, o uso das sinalizações e a importância do uso do capacete;
  • Utilize músicas e coreografias para tornar a peça mais dinâmica e interativa para as crianças;
  • Faça um ensaio geral com as crianças antes da apresentação para que elas possam se familiarizar com os fantoches e a dinâmica da peça;
  • Lembre-se de adequar a linguagem e diálogos para a faixa etária das crianças.

Doe o quanto puder

Caso possa fazer uma doação, ficarei imensamente agradecido.

Chave Pix dos Contadores de Histórias